A manutenção do gramado varia de acordo com cada espécie.

São três cuidados principais que você deve tomar:

Água

Uma das dúvidas muito freqüentes diz respeito à quantidade de água a ser fornecida para a grama. A regra básica é que – como todas as plantas – o gramado não deve ser encharcado no tratamento de manutenção. Com o tempo e utilizando o seu bom-senso, é possível chegar à quantidade adequada de água. Tocar a terra durante a rega pode ajudá-lo a verificar a quantidade de água já fornecida, ao sentir a umidade da terra. Conforme o clima da região e a espécie de grama, a irrigação deve ser feita com maior ou menor freqüência. Considere intervalos mínimos de 15 dias no verão e até no máximo 60 dias no inverno.

Poda

A poda é muito importante, pois fortalece o gramado. Dependendo da espécie, a grama cresce mais rapidamente ou mais lentamente. Em geral, aquelas indicadas para climas quentes crescem mais rápido. Devem, portanto, serem podadas com freqüência. A exceção fica por conta de certas espécies utilizadas como elemento ornamental, como a Grama Preta, que pode atingir até 10cm ou mais. A necessidade de poda pode ser verificada pelo tamanho das folhas. Em geral, ao atingirem 2 a 3cm já podem ser podadas.

Adubação

É preciso garantir nutrientes para o gramado. Além de material orgânico, o sólo precisa de fertilizantes ricos em nitrogênio, fósforo e potássio. Isso é feito através da adubação orgânica e /ou química. Aqui, todo cuidado é pouco, pois o adubo pode queimar as folhas. Por isso, quando a adubação é feita, o gramado deve ser muito regado. Pode-se utilizar 20g, por exemplo, de NPK ( uma combinação de material orgânico e fertilizantes ) para cada m2 de área gramada. Sob árvores, a dosagem deve ser dobrada. O recomendável é contar com serviços de profissionais, que saberão executar o serviço sem causar danos à grama. Geralmente, a adubação é feita na primavera, mas também varia de acordo com cada espécie.

Um bom Adubo para gramas é a que fornece uma boa quantidade de nutrientes ao solo. O gramado precisa desses nutrientes em qualidade e quantidade suficiente para mante-lo verde e saudável.

O Adubo para gramas química pode ser utilizada, mas quando o fazer use em pequena quantidade e com muita irrigação. Essa adubação deve ser feita apenas no início da primavera.

Opções de adubação por m²:

  • 10-10-10, N(10g) P(9g) e K(3g), o NPK mais adequado contém as seguintes proporções: 28-18-6. Na falta deste use o 10-10-10 e suplemente com salitre do Chile ou uréia.
  • Solução de 2,4 D, um fitorregulador que faz a erva daninha crescer descontroladamente e morrer sem que a grama seja afetada.
  • Outra opção é o Phostrogen (alimento solúvel para gramados). Duas medidas para cada 5 litros de água

Para evitar o aparecimento de pragas entre as juntas do pavimento intertravados de concretos use a mistura de água com algum herbicida e regue-o. Mas um aviso. Todo cuidado é pouco na adubação para gramas. Esse tipo de adubação pode queimar as folhas. Após fazer o Adubo na gramas deve ser muito bem regado.

 

venda de gramas porto alegre, vendemos grama para porto alegre, e vendemos gramas para todo o rs ou rio grande do sul. gramas de alta qualidade no sul do pais, comprar grama é aqui na grama santa rosa. vendemos gramas para jardins, gramas para campos de futebol e muito mais. confira.